O anúncio da Vivo sobre a adoção de quotas de uso para a sua internet banda larga tem sido motivo de revolta, petições, páginas de protesto e posts malcriados na página do Facebook da empresa, tanto que o discurso mudou.
Agora a empresa diz garantir que todos os clientes que adquiriram o Vivo Fibra ou banda larga GVT até 01/04/2016, tem o uso ilimitado de internet garantido.
Entretanto os novos contratos terão a cláusula de quota, mas que no momento a empresa não irá cobrar o excedente.
É um "tiro no pé", na nossa opinião.
A empresa pensou somente em si, nos seus ganhos imediatos e não teve uma visão macro do que essa atitude iria causar, pois outros provedores de internet também começaram a se mobilizar para instituir a quota de uso, que iria mudar muito a forma como a internet é utilizada hoje, restringindo e em alguns casos, podendo fazer com que negócios baseados na internet, simplesmente desaparecessem.
Senhores empresários: a internet só se popularizou e não pára de crescer, porque o consumidor final a utiliza para trabalho e diversão. Alterar isso vai fazer com que a internet deixe de ser serviço de primeira necessidade, portanto ficaria fora da "cesta básica" de serviços que nós brasileiros, priorizamos.

Falando em brasileiros: aqui não se perdoa nada! Vejam o vídeo ironizando o comercial da Vivo: